Categorias: NOTÍCIAS

Baixa procura pela vacina da gripe faz Prefeitura abrir livre demanda

Imunizantes contra a gripe serão disponibilizados para todos os públicos em Marília (Foto: Divulgação)

O prazo para a vacinação contra a Influenza (gripe) termina oficialmente nesta sexta-feira (24), depois de ter sido prorrogado em 21 dias pelo Ministério da Saúde. Mesmo com a extensão do prazo, a adesão segue baixa. Em Marília, apenas 43,4% do público-alvo foi vacinado até o momento. Com isso, a Prefeitura de Marília abe para livre demanda a partir desta quarta-feira (22), ou seja, para todas as faixas etárias e públicos.

Inicialmente, o público-alvo era de crianças entre seis meses e cinco anos, trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas, idosos e professores. Ao todo, 75.468 pessoas fazem parte, mas apenas 32.751 se imunizaram, totalizando 43,4%.

Além das 32.751 pessoas dos grupos específicos, outras 4.404 pessoas buscaram a imunização no município, fazendo parte de outros grupos, como caminhoneiros, portadores de comorbidades, pessoas com deficiências, subindo o número de imunizados contra a gripe para 37.119.

O grupo com menor adesão continua sendo o das puérperas, com apenas 17,4% das mulheres que tiveram bebê nos últimos 45 dias vacinadas. Entre as gestantes de Marília, apenas 22,9% se vacinaram.

As crianças totalizaram 29,1% do público-alvo e professores 32%. O grupo dos trabalhadores da Saúde registrou adesão de apenas 27,6%. O único grupo que passou da metade da expectativa foi o dos idosos, com 53,7%.

Com a baixa procura pelos públicos específicos da campanha, a Secretaria Municipal da Saúde – em reunião nesta terça-feira (21) – decidiu estender a imunização contra a Influenza para o restante da população. A vacinação será por livre demanda. Todos que procurarem as unidades de saúde serão vacinados, enquanto durarem os estoques. Em Marília, as vacinas estão disponíveis em todos os postos.

O objetivo da campanha é prevenir o surgimento de complicações decorrentes das doenças, evitando novos óbitos e possível futura pressão sobre o sistema de saúde. Ao todo, o Governo Federal enviou mais de 80 milhões de doses do imunizante da gripe aos estados e Distrito Federal.

A vacina da Influenza trivalente utilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é produzida pelo Instituto Butantan. A formulação é constantemente atualizada para que a dose seja efetiva na proteção contra as novas cepas do vírus. A vacina é eficaz contra H1N1, H3N2 e o tipo B.

No caso das crianças de seis meses a menores de cinco anos que já receberam ao menos uma dose da vacina da Influenza ao longo da vida em anos anteriores, deve-se considerar o esquema vacinal com apenas uma dose em 2022. Já para as crianças que serão vacinadas pela primeira vez, a orientação é agendar a segunda dose da vacina contra gripe para 30 dias após a primeira dose.

Publicações recentes

Bolsonaro agora diz que não há corrupção endêmica no governo: Casos que ‘pipocam’

Ex-ministro da Educação Milton Ribeiro foi preso por suspeitas de corrupção passiva e tráfico de…

4 minutos atrás

Homem acusado de agredir e ameaçar a ex é preso pela 2ª vez em seis meses

Suspeito descumpriu medida protetiva a favor da vítima e foi detido nesta terça (28) Um…

10 minutos atrás

Vaca prenha é retirada de fossa de mais 3 metros de profundidade na BA

Uma vaca que estava prenha foi resgatada de uma fossa de 3 metros de profundidade…

23 minutos atrás

Auxílio Brasil e Gás terão um limite de prazo e custo, segundo Tesouro Nacional

Novos benefícios sociais, como o Auxílio Brasil e seu aumento para R$ 600, e o…

26 minutos atrás

Pedro Guimarães pede demissão após denúncias, nova presidente da Caixa é anunciada

A nova presidente da Caixa, Daniella Marques, ao lado esquedo de Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução/YouTubeEm…

31 minutos atrás

Seletiva para BBB 23 volta a ter entrevista presencial após pandemia

Como inscrições para o Big Brother Brasil 23 estão quase no fim, mas uma novidade pode animar…

34 minutos atrás