Categorias: NOTÍCIAS

2 milhões de baianos poderão tomar 4ª dose após liberação da faixa etária de 40 anos

A partir desta quarta-feira (22), pessoas com 40 anos ou mais já podem ir aos postos de vacinação de Salvador para tomar a quarta dose anticovid-19. Ao todo, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS)186 mil soteropolitanos estão aptos para tomar a segunda dose de reforço na cidade. A recomendação é que sejam aplicadas vacinas da Pfizer, AstraZeneca ou Janssen, após o intervalo de quatro meses da terceira dose. Para tomar a vacina, é preciso estar cadastrado no site da SMS.

O secretário de Saúde de Salvador, Décio Martins, garante que apesar das filas maiores nos postos da capital, há estoque disponível para o público-alvo. “Nós temos estoque necessário para realizar a vacinação de todas essas pessoas. O Ministério da Saúde está mandando vacinas a mais que estão para vencer e estamos realizando todos os esforços para que não haja o vencimento de nenhuma delas na capital”, explica o secretário.

Um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU), obtido pelo jornal Folha de S. Paulo, revelou que cerca de 28 milhões de vacinas contra a covid-19 perdem a validade nos próximos dois meses. Esse é um dos motivos que explica a ampliação do público apto para a vacinação da quarta dose. Na Bahia, mais de 2 milhões de pessoas passaram a ser contempladas com a inclusão da faixa etária de 40 anos, de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab).

Se compararmos o nosso sistema imunológico com um carro de corrida, tomar as doses de reforço é tão importante como realizar a troca de pneus desgastados. Isso acontece porque com o passar dos meses, a quantidade de anticorpos contra a covid-19 diminui, fazendo necessária uma nova rodada de proteção.

“A população precisa entender que a vacina gera uma imunidade e que a partir do momento que o tempo vai passando, a quantidade de anticorpos que vão fazer a defesa quando a pessoa tiver contato com vírus vai diminuindo. Por isso que as doses de reforço são tão importantes”, explica a médica infectologista Melissa Falcão.

Pessoas que tenham se contaminado com o vírus precisam esperar pelo menos quatro semanas para tomar outra dose da vacina, segundo a médica.

Na Bahia, milhares de pessoas não estão com o esquema vacinal em dia, o que implica na diminuição da proteção contra o vírus. Mais de 3,8 milhões de baianos não voltaram aos postos para tomar a terceira dose, o que representa 51% da população apta.

Além disso cerca de 1,5 milhão de pessoas estão com a quarta dose em atraso. Os dados são da Sesab. Ao todo, mais de 7,4 milhões estão com alguma das quatro doses do imunizante em atraso. A SMS não informou quantas pessoas com mais de 40 anos estão com a terceira dose em atraso na capital.

Dificuldades
Nem sempre a falta de cuidado ou a sensação de que a pandemia terminou são os motivos que fazem com que os baianos não retornem aos postos de vacinação. Vilmário Ferreira Lima, 63, por exemplo, já tentou tomar a quarta dose da vacina quatro vezes nos últimos 15 dias na capital baiana. Todas sem êxito.

“A última vez foi num sábado. Cheguei por volta de 8h40 para tomar a vacina no 5º Centro de Saúde (Barris) e o final da fila já estava na Avenida Prof. Sabino Silva (Jardim Apipema). Quando deu 11h40 ainda não tinha chegado nem na metade do caminho porque a fila estava imensa”, conta. Como tinha que trabalhar às 13h, Vilmário desistiu de esperar na fila drive-thru e foi embora.

Uma outra tentativa também foi no 5º Centro, mas por volta das 14h, quando chegou ao local, as vacinas já tinham acabado. Nas outras duas vezes, Vilmário tentou se vacinar no Multicentro de Amaralina, também sem sucesso. “Isso deixa a gente chateado e dá até vontade de não tomar mais a vacina. Mas se é necessário tomar essa quarta dose tenho ficado preocupado e querendo tomar logo”, afirma.

Décio Martins confessa que é difícil encontrar locais estratégicos para aplicação de vacinas, especialmente em esquema de drive-thru. “Estamos com dificuldade de aumentar os drives, mas não por má vontade da prefeitura e sim por falta de espaço. A Fonte Nova era um grande ponto de vacinação, mas estão tendo jogos e shows. No Centro de Convenções diariamente estão ocorrendo eventos”, afirma o secretário.

“Nós estamos tendo que nos reinventar, colocamos drives no Shopping Bela Vista, no 5º Centro de Saúde e no Atakadão Atakarejo em Fazenda Coutos”, acrescenta Décio Martins. Mesmo com as filas e as dificuldades, o secretário reforça a importância da imunização.

“Temos hoje 1.028 casos ativos na capital, mas não estamos vendo grande aumento nas internações, o que mostra que a vacina tem feito o seu papel”, diz.

Ansiedade
Enquanto uns correm atrás das vacinas atrasadas, outros contam os dias para poderem se imunizar com a quarta dose. É o caso de Heidmilla Lessa Silva, de 34 anos. Moradora de Feira de Santana, a transcritora tomou a dose de reforço no dia 25 fevereiro deste ano e está a poucos dias de completar quatro meses.

Na cidade onde vive, a segunda dose de reforço começou a ser aplicada para pessoas com mais de 40 anos na terça-feira (21). “Se precisar tomar dez doses, vou tomar! Por mim, pelo bem dos meus e da sociedade como um todo. O Brasil sempre foi referência em cobertura vacinal e isso ajudou a controlar muitas doenças”, afirma Heidmilla.

Sobre a quantidade de doses que ainda precisarão ser disponibilizadas para o controle da pandemia, a infectologista Melissa Falcão explica que a ciência tenta criar vacinas que tenham respostas mais duradouras. “Apesar da vacinação conferir imunidade por um determinado período e não funcionar para todas as variantes, ela permitiu que as pessoas voltassem a trabalhar, que as crianças voltassem às escolas e pudéssemos ter festas”, diz.

A médica, no entanto, reforça que cuidados como uso de máscaras em locais fechados e lavagem das mãos devem ser mantidos.

Esquema de vacinação
Para quem tomou as vacinas CoronaVac, Pfizer ou AstraZeneca, a recomendação do Ministério da Saúde é que sejam aplicadas como quarta dose a Pfizer, AstraZeneca ou Janssen, após quatro meses da terceira dose.

Já quem iniciou o esquema vacinal com a dose única da Janssen e tem mais de 18 anos,  deve procurar os postos de vacinação para receber uma segunda dose de reforço quatro meses após o primeiro reforço. Este primeiro reforço, que corresponde à segunda dose, deve ser feito dois meses após a aplicação da primeira dose da Janssen. As vacinas também podem ser Pfizer, AstraZeneca ou a própria Janssen.

Esquema vacinal para pessoas com 40 anos ou mais

(Fonte: Ministério da Saúde)

Confira os pontos para quarta dose em Salvador nesta quarta-feira (22)

Drive-thru exclusivo para 4º doses de adultos de 40 anos ou mais; 4º dose de trabalhadores de saúde com 18 anos ou mais; 3º dose de adolescentes de 12 a 17 anos (8 às 16 horas):

Atakadão Atakarejo (Fazenda Coutos), Shopping Bela Vista (09h às 16h), 5º Centro de Saúde (Barris) e Vila Militar (Dendezeiros).

Postos fixos exclusivos para 3º e 4º dose:

Home Center Ferreira Costa (08h às 16h) e Shopping Bela Vista (09h às 16h)

Vacinação adultos para 1º, 2º, 3º e 4º dose (8 às 16 horas)

5º Centro de Saúde, USF Federação, USF Imbuí, USF Curralinho, USF Pituaçu, USF Mário Andréa (Sete Portas), USF Santa Luzia (Engenho Velho de Brotas), USF Vale do Matatu, UBS Cosme de Farias, UBS Nelson Piauhy Dourado (Águas Claras), USF Cajazeiras X, USF Boca da Mata, USF Yolanda Pires, UBS Ramiro de Azevedo (Campo da Pólvora), USF Terreiro de Jesus, UBS Ministro Alkimin (Massaranduba), USF Joanes Leste, USF Joanes Centro Oeste, USF São Cristóvão, USF Alto do Coqueirinho, USF Km 17, UBS Eduardo Mamede (Mussurunga), USF Parque São Cristóvão, USF Jardim Campo Verde, USF Coração de Maria, USF Aristides Maltez, USF Ceasa I e II, USF Itapuã, USF Santa Mônica, USF San Martim I, USF IAPI, USF San Martim III, USF Cambonas (Via Regional), USF São Marcos, UBS 7 de Abril, USF Dom Avelar, USF Boa Vista de São Caetano, USF Recanto da Lagoa II, USF Antonio Lazzarotto (Plataforma), UBS Péricles Laranjeiras (Fazenda Grande do Retiro), USF Pirajá, USF San Martin II, USF Alto do Cabrito, USF Alto do Peru, USF Vista Alegre, USF Itacaranha, USF Beira Mangue, USF Alto de Coutos II, USF Plataforma, USF Tubarão, USF Teotônio Vilela II, USF Alto do Cruzeiro, USF Nova Constituinte, USF Congo, USF Fazenda Coutos III, UBS Periperi, USF Bom Jesus dos Passos, USF Ilha de Maré e USF Paramana.

*Com orientação da subchefe de reportagem Monique Lôbo.

Publicações recentes

Marcos brinca ao lembrar papo com Kahn após penta: ‘Não falo inglês nem alemão’

Na véspera do aniversário de 20 anos da conquista do pentacampeonato mundial de futebol pela…

2 minutos atrás

Corinthians oficializa chegada de Yuri Alberto, novo homem-gol de Vítor Pereira

Horas depois de o Zenit, da Rússia, anunciar a troca de Yuri Alberto pelo goleiro…

8 minutos atrás

Palmeirense Estevão rejeita rótulo de novo Messi: ‘Tenho o meu estilo próprio’

São 12h30 de uma quinta-feira e o menino Estevão Willian está com pressa. Terminou seu…

14 minutos atrás

Teste rápido para Covid-19 estão sendo realizados na UFRN sem agendamento prévio

Para realizar o teste, não há necessidade de agendamento prévio, basta comparecer às unidades de…

18 minutos atrás

São Paulo trabalha para deixar Marcos Guilherme e Nikão prontos em até 10 dias

Enquanto o técnico Rogério Ceni trabalha para classificar o São Paulo na Copa Sul-Americana e…

20 minutos atrás

Quadrilha com envolvimento em homicídios e tráfico é presa em Santo Antônio de Jesus

Quatro mulheres e um homem suspeitos de envolvimento com homicídios e tráfico de drogas foram…

21 minutos atrás